Informação é poder: somente com transparência teremos acesso aos desafios da indústria e às melhores formas de endereçá-los

By Fashion Revolution Brazil

2 months ago

*por Verônica Couto de Oliveira Tavares, Analista de inteligência de mercado do Sebrae

Transparência é um conceito que, em um primeiro momento, vem carregado de receio por parte das empresas de qualquer porte. Informação é poder. O mundo corporativo ainda não está acostumado a esse tipo de escrutínio por parte da sociedade civil. Após o estranhamento de início, todos percebem os benefícios que a transparência traz, não só para o modelo de negócio, mas também para o mundo. A partir da transparência, empresas ofertam informações que são, no mínimo, uma vantagem competitiva. Aquelas que se abrem para o conceito são impelidas a iniciar mudanças importantes em seus processos produtivos, que impactam vidas humanas e o meio ambiente (vidas humanas dependem de um meio ambiente vivo e saudável). 

A transparência é uma alavanca para mudanças em qualquer setor econômico. Quando fazemos o recorte da indústria de moda, vemos que somos uma indústria com muita opacidade em informações sobre a cadeia de fornecimento, sobre impactos gerados a partir de seu processo produtivo, sejam impactos humanos ou ambientais. Somos excelentes em comunicar nosso produto, mas muito ruins em comunicar sobre suas etapas produtivas até a compra pelo consumidor final. Isso fica cada vez mais evidenciado, e a sociedade tem requisitado um posicionamento por parte das empresas, que precisam entender que há um outro papel a ser cumprido pelas corporações na pós-modernidade. As empresas são chamadas a participar ativamente com soluções para os desafios que sua atuação traz para a sociedade. Somente com transparência, teremos acesso a quais são esses desafios e quais são as melhores formas de serem endereçados.

 

As micro e pequenas empresas são as maiores beneficiadas pela transparência. São elas a base volumosa da cadeia de fornecimento das grandes empresas representam mais de 70% das empresas de moda do país , e são onde estão as pessoas que fazem nossas roupas. Há mais processos sendo realizados dentro de pequenas empresas do que em qualquer outro elo da cadeia, e mesmo assim, é onde fica a menor fatia do lucro da indústria da moda, é onde os trabalhadores têm menos segurança e garantia de recebimento, é onde os salários são menores e as condições de trabalho são, por vezes, menos do que ideal, é onde há menos supervisão de processos que poderiam contribuir para o menor impacto da indústria no meio ambiente.

 

Na cadeia da moda, as micro e pequenas empresas são muito guiadas pelas agendas das grandes. Por participarem com uma grande fatia da cadeia de fornecimento, elas acabam tendo que se adequar a formatos de gestão propostos pelas grandes empresas. Por uma questão de acesso à informação, formação profissional, capacitação técnica e oportunidades a que os pequenos negócios são submetidos no cenário econômico brasileiro, muitos se espelham nos procedimentos de transparência das grandes empresas. As maiores oportunidades estão onde se encontram os maiores desafios: educação sobre a importância de ter processos e práticas divulgados de forma transparente.

 

As pequenas empresas podem, em teoria, implementar mudanças necessárias mais rapidamente do que as médias e grandes, embora precisem de maior suporte para essa ação na prática. Da mesma forma, qualquer pequena mudança gera impactos importantes, que permitem imensos benefícios de gestão, de processo produtivo, de ganhos em faturamento e de impactos positivos na mão de obra. Tendo em vista que informação é poder, e que essas empresas têm muita dificuldade no acesso à informação de qualidade, os dados sobre transparência a que essas empresas têm acesso, por meio do Índice de Transparência da Moda, podem transformar sua maneira de atuação, influenciando positivamente e definitivamente toda a cadeia.

  

Vemos importantes projetos sendo colocados em prática pelas micro e pequenas empresas, incentivando e provocando uma atuação mais propositiva por parte das médias e grandes. Temos iniciativas de empresas que nascem sustentáveis, com uma preocupação genuína e real sobre os impactos sociais e ambientais que causam no mundo, colocando seu modelo de negócio à prova do consumidor mais informado e engajado. São empresas que entendem que o negócio sustentável economicamente, para um novo mundo que se desenha, é também um negócio sustentável que gera impactos positivos no ser humano e no meio ambiente.

 

*Este texto foi retirado da sessão “Ponto de Vista” do Índice de Transparência da Moda Brasil 2021, acesse o artigo dentro do relatório clicando aqui.

*Este conteúdo também faz parte do “Guia de Transparência da Moda, edição: clima, gênero e raça”, um material elaborado a partir do Índice de Transparência da Moda Brasil 2021, com patrocínio do Sebrae.