As relações entre volume, preço e produção na moda

By Fashion Revolution Brasil

2 weeks ago

por Mirella Rodrigues*

A relação entre Volume e Preço definem a produção, que alimentam (forçadamente) um consumo. Se pararmos para analisar com calma a quantidade de problemas que essa lógica gera para o planeta e as pessoas que estão dentro desse sistema, é revoltante.

Volume e Preço: quanto mais produz, menos paga, o que é igual a mão de obra escrava, trabalho infantil, jornadas exorbitantes de trabalho, resíduos têxteis, uso irresponsável de recursos naturais, destruição de ecossistemas, poluição do ar e por aí vai…  

Produção além do necessário:  difícil definir o que é necessário. Mas não tem como negar que; uma produção desenfreada para uma demanda criada a partir da negociação do preço de produção nas fábricas, é responsável por outros inúmeros problemas; Roupas demais, estoque cheio, promoções malucas, incineração e aterros sanitários lotados de resíduos têxteis…

O consumidor muitas vezes é induzido a comprar o que ele não precisa, sobretudo nas queimas de estoque. Por que existe queima de estoque? Será que não seria mais inteligente repensar o volume da produção? Uma produção menor, será que não evitaria outros gastos desnecessários? Paga menos para produzir, mas gasta-se mais para manter (e vender a todo custo) esse volume de produtos no estoque, e no final, quem perde é o trabalhador, que recebeu uma bagatela para confeccionar essas roupas e na maioria das vezes o valor pago por peça não paga nem um cafézinho, imagina as contas no final do mês. 

E o consumidor, onde fica nessa história? Na maioria das vezes, somos enfeitiçados por promoções malucas, frete grátis, cupom de desconto, brindes etc., vale tudo para transferir para o cliente aquela produção que se transformou num custo de estoque parado. 

Seria o consumidor realmente beneficiado por esse preço tentador, ou estaria ele apenas se transformando num grande aterro de roupas desnecessárias? 

Dito isso, será que o consumidor se enxerga como parte do problema também? Se sim, como você consumidxr acha que poderia fazer parte da solução?

Não vamos focar em fazer parte do problema e sim em ser parte da solução: se pensarmos que esse grande volume de produção também alimenta uma necessidade de consumo inconsciente, e, uma transformação nessa lógica beneficiaria toda a sociedade, o que você consumidor acha que as marcas de roupas poderiam oferecer além das roupas ou com as roupas? Qual é a demanda mais eficiente para você consumidor final?

Você já pensou que pode ser parte da solução também? Você gostaria de ser parte da solução?

* Designer de moda, ecofeminista e fundadora da Think Blue Upcycling